Juros e oferta de crédito favorecem compras de imóveis

Para quem sonha com a casa própria ou quer escapar do mercado financeiro e investir em ativo real, fatores como as taxas de juros mais baixas da história, expansão do crédito imobiliário em 82% nos últimos dois anos e processo de valorização colocam os imóveis novamente no radar.

Para analistas, o momento é de compra, mas a decisão não pode demorar, já que a tendência é de que os preços subam nos próximos meses.

O aumento de preços dos imóveis ainda não é significativo em razão dos altos estoques acumulados desde a crise econômica, afirma Emílio Kallas vice-presidente do Sindicato da Habitação (Secovi). Ele ressalta que a retomada de demanda vem aos poucos ganhando fôlego e já mostra sinais de recuperação, diante da desvalorização ocorrida nos últimos anos.

Outra opção de investimento para quem não quer comprar um imóvel são os fundos imobiliários. Normalmente esses fundos reúnem diversos imóveis e, se um tem perda, os demais absorvem e compartilham o custo.

“O preço dos imóveis ainda não começou a crescer de maneira robusta mas isso está perto de ocorrer. Por isso, vale a pena comprar logo”, diz Rafael Sasso, cofundador da plataforma Melhor taxa, que compara as ofertas de crédito imobiliário das principais instituições financeiras do país.

Para quem tem imóvel disponível e acredita que esperar a nova alta para vender seja a melhor opção, Kallas ressalta que, após o período de paralisação do mercado, em que proprietários tiveram de arcar com custos de manutenção, IPTU e condomínio (no caso de apartamentos), seria melhor entrar logo na onda de recuperação de vendas que está ocorrendo.

A retomada de vendas começou há dois anos nos segmentos de média e alta rendas, com preços acima de R$ 300 mil. No ano passado foram financiados 297,9 mil imóveis, o melhor resultado dos últimos quatro anos e 70% superior ao de 2017, quando foi registrado o menor volume da década. Em relação a 2018, a alta foi de 30%.

O valor financiado saltou 82% – de R$ 43,1 bilhões em 2017 para R$ 78,7 bilhões no ano passado, também o maior valor desde 2015, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Na comparação com 2018, a melhora foi de 37%.

Além dos preços relativamente estáveis, a média dos juros para crédito imobiliário também está caindo. “Embora a queda da taxa Selic ainda não tenha sido totalmente repassada pelos bancos, são as taxas mais baixas já vistas e isso amplia bastante a capacidade de compra dos tomadores”, acrescenta Sasso.

Em janeiro, para uma Selic de 4,25%, a média dos juros imobiliários estava em 8%, ante quase 13% dois anos antes. No mesmo período, a portabilidade do crédito (quando se migra o financiamento de um banco para outro, em busca de melhores taxas) se tornou a ferramenta mais usual no mercado. Agora começam a surgir opções diferentes para o empréstimo.

Nas últimas semanas, a Caixa Econômica Federal anunciou uma linha de crédito com taxa fixa de 8% a 9,75% ao ano. Embora o juro seja mais alto do que nas linhas corrigidas pela Taxa Referencial (TR) ou pela inflação, a vantagem para o tomador é saber que as taxas não vão mudar até o fim do financiamento.

ESTÁ EM BUSCA DO SEU IMÓVEL?

O Yes Ideal Living é o empreendimento para quem busca uma infraestrutura completa. Com apartamentos de 58, 69 a 74 m², 2 e 3 dormitórios, 2 vagas de garagem e mais de 20 opções de lazer, você poderá relaxar e se divertir todos os dias, sem sair de casa, com conforto e segurança.

Localizado no bairro do Medeiros, morar em um apartamento do Yes! é investir em um bairro que está em pleno desenvolvimento, cercado por empresas e ter a praticidade de morar em um local de fácil acesso às principais rodovias, sem abrir mão dos benefícios da vida em meio à natureza.

Visite o decorado na Av. Reynaldo Porcari, 2788 – Medeiros, Jundiaí – SP

Fale com um corretor!

(11) 4525-1043

Av. Reynaldo Porcari, 2788 – Medeiros, Jundiaí – SP

Preencha os campos para que possamos responder as suas dúvidas e/ou sugestões.